Conselho de segurança da ONU condena teste da Coreia do Norte

Horas depois da Coreia do Norte ter realizado mais um teste com um míssil de longo alcance, o Conselho de Segurança da ONU condenou o regime de Pyongyang e exigiu a suspensão de todos os testes balísticos e nucleares.

Numa declaração unânime, os 15 membros do Conselho de Segurança consideraram vital que a Coreia do Norte demonstre "um sincero compromisso com a desnuclearização através de ações concretas”.

Fazendo tábua rasa de toda as recomendações e sanções das Nações Unidas, a Coreia do Norte realizou um novo teste com um míssil de longo alcance no passado domingo.

O míssil voou 787 quilómetros a uma altura de 2.111,5 metros, segundo a agência estatal KCNA, e caiu no mar do Japão. Para preocupação dos líderes mundiais, a agência de notícias disse que o lançamento testou a capacidade de transportar uma "ogiva nuclear de grande porte".

Na realidade, trata-se um novo modelo de médio e longo-alcance chamado IRBM, com um calibre melhorado em relação aos mísseis Musudan, que têm falhado repetidas vezes. Este foi o segundo teste nos últimos quinze dias.

As primeiras sanções impostas pelas Nações Unidas já datam de 2006, mas o regime norte-coreano já realizou cinco testes nucleares e ameaça fazer o sexto dentro em breve.


Categoria:Noticias

Deixe seu Comentário