Japão pode perder 40 milhões dos seus habitantes até 2065

O Japão enfrenta um grave problema demográfico e poderá perder perto de 40 milhões de habitantes nas próximas cinco décadas. Quem o diz é um novo estudo do Instituto da População e da Segurança Social japonês que afirma que a população do país poderá ser reduzida em um terço durante esse período.


De acordo com um novo estudo citado pelo The Independent, a actual população japonesa, com cerca de 127 milhões de habitantes, poderá ser de apenas 88 milhões em 2065. Para além disso, 2016 foi o primeiro ano desde 1899 em que nasceram menos de um milhão de bebés no país.

Mas o cenário negativo não se fica por aqui, e a previsão para o ano de 2115 aponta para que a população japonesa seja de apenas 51 milhões de pessoas, menos de metade da actual.

Para os especialistas em demografia, existem várias explicações para este fenómeno, que não é exclusivo do Japão. Mas, no caso deste país em particular, é de realçar a falta de interesse e de capacidade das gerações mais jovens em começarem a constituir família, bem como os baixos níveis de imigração.

O estudo referido chegou ainda à conclusão de que perto de 70% dos homens japoneses que não estão casados e cerca 60% das mulheres na mesma situação, não mantêm qualquer relação amorosa. “Para além disso, o número de mortos já ultrapassou o número de nascimentos nos últimos anos, sendo que em 2060 é expectável que cerca de 40% da população tenha mais de 65 anos, quando a actual proporção é de 27%”.

A questão demográfica tem estado no centro das atenções do Governo de Tóquio. Há dois anos foi criado um novo gabinete ministerial com o objectivo de garantir que a população japonesa não fique abaixo dos 100 milhões em 2060. No entanto, as previsões apontam para que esta diminuição se verifique já em 2053.

Fonte: Mundo ao Minuto



Categoria:Noticias

Deixe seu Comentário